• Português

BLOG

Como escolher a liga de cobre correta para fabricação de eletrodos?

Saiba quais os principais motivos pelo qual você deve ter cuidado na hora de escolher as ligas de cobre para seus processos de soldagem por resistência. 

As capas de eletrodos são um dos componentes mais importantes nos processos de solda a ponto. A qualidade final do ponto de solda depende muito do estado da capa de eletrodo durante o processo de soldagem. 

Como atingir os melhores resultados com as capas de eletrodos? 

Para atingir melhores resultados, os materiais das capas de eletrodos devem possuir certas características, das quais citaremos algumas: 

  • Ter condutividade térmica e elétrica suficientemente altas; 
  • Resistência de contato suficientemente baixa; 
  • Resistência mecânica suficientemente alta. 

Esses materiais proporcionam que o eletrodo previna o aquecimento excessivo da superfície das chapas e diminua a velocidade de formação da liga de cobre entre o material do eletrodo com revestimento de chapa, e ainda seja capaz de resistir à deformação em elevadas pressões e temperaturas de operação, podendo transmitir a força de soldagem às chapas, dissipar rapidamente o calor da zona de solda e não aderir à peça. 

Classificação dos eletrodos à base de cobre: 

Os eletrodos à base de cobre podem ser dívidas em 3 classes segundo a Resistance Welder Manufacturers Association (RWMA): 

a) Classe 1: É composta de materiais não tratáveis termicamente e endurecidos por trabalho a frio, que não afeta as altas condutibilidades térmica e elétrica. Liga de CuZr; 

b) Classe 2: É composta por materiais com propriedade mecânica mais alta e condutibilidade elétrica e térmica mais baixas em relação aos eletrodos da Classe 1. Liga de CuCr/CuCrZr; 

c) Classe 20: É composta por materiais com capacidade de resistir a altas taxas de calor e pressão quando comparado com os materiais das classes 1 e 2. Liga de CuAl2O3.

Ligas de Cobre Livres de Oxigênio 

As ligas de cobre livres de oxigênio, proporcionam diversas vantagens em relação as ligas tradicionais:  

  • Apresentam melhores condições para trabalhos de conformação a frio, principalmente dobra de porta eletrodos e braços de máquinas de solda, e na conformação a frio de capas de eletrodo;  
  • Por não serem suscetíveis à fragilização pelo hidrogênio, o aparecimento de trincas na liga é reduzido;  
  • Apresentam maior resistência mecânica e maior resistência ao recozimento. 

Por saber que os processos de soldagem por resistência exigem conhecimentos específicos, a Tecnowelding criou um treinamento exclusivo in company. 

Deseja treinar sua equipe para obter os melhores resultados nos processos de soldagem por resistência? 

Nesse treinamento, é feita a avaliação dos problemas, e são apresentadas as possíveis soluções para cada ponto de melhoria identificado. Capacitar sua equipe nesses processos, que apresentam variações complexas, fará toda a diferença nos seus resultados. 

Deseja saber mais sobre o treinamento?

Acesse nosso artigo no blog da Tecnowelding com mais detalhes sobre o treinamento.